Em alguns casos, o imposto chegou a subir 500%, após 16 anos sem reajuste.

Aumento do IPTU em Londrina

Em primeiro lugar, saiba que você não foi o único que teve o valor do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) aumentado. Muitos dos cidadãos de Londrina estão indignados com os carnês que têm chegado para o pagamento da taxa em 2018.

Apesar da polêmica causada pela situação, até o fim da última semana, mais de 18 mil dos contribuintes já haviam feito o pagamento para garantir o desconto proporcionado para pagamentos dentro do vencimento. Após o recebimento do carnê, o prazo para acertar o valor é de 30 dias.

Reajuste aprovado

Os parlamentares da Câmara Municipal de Londrina haviam aprovado o reajuste no final do ano passado, já que não ocorria há 16 anos. A justificativa, além do tempo sem alteração dos valores, é a revisão da Planta Genérica de Valores e o aumento no preço da coleta de lixo.

Revolta da sociedade civil

Apesar do conhecimento do aumento aprovado, muitas pessoas consideraram o valor abusivo e, inclusive, não sabem como vão pagar o imposto.

Entidades e cidadãos do município se reuniram para discutir e protestar contra o aumento que, em alguns casos, chegou a 500%.

Isenção do IPTU

Muitas pessoas que não se preocupavam em solicitar uma isenção estão indo atrás de conhecer as regras e saberem se por acaso se enquadram nelas. De acordo com a legislação, podem solicitar a liberação, pessoas:

– Acima de 63 anos;

– Viuvez;

– Portadores de deficiência física, com incapacidade total e permanente para o trabalho;

– Ex-combatentes da Força Expedicionária Brasileira (FEB);

– Templos religiosos;

– Entidades assistenciais;

– Associação de moradores.

Contribuintes que acreditam estar dentro destas possibilidades devem procurar a Prefeitura de Londrina para conhecer as características e exigências de cada tipo de isenção.

O prazo é de 120 dias e a pessoa precisa ir pessoalmente com os documentos necessários para comprovar suas condições.